A Casa Senhorial como Matriz da Territorialidade

A Casa Senhorial como Matriz da Territorialidade

24,91

ISBN: 978-989-658-335-4
Ano de Edição: 2015
Idioma: Português
Encadernação: capa mole
Dimensões: 170 x 240 x 20 mm
Páginas: 336

REF: 623 Categoria:

A Casa Senhorial como Matriz da Territorialidade; a Região de Torres Vedras entre o Tempo Medieval e o Final do Antigo Regime” destaca o significado específico da Casa Senhorial como matriz identitária estruturadora do habitar e do território. Deste modo, a presente reflexão faz emergir a evolução ao longo do tempo da ideia totalizadora e simbiótica da casa senhorial, casa que é paradigmática da construção e organização primária da territorialidade como um todo amplo e contínuo, como um todo culturalmente orgânico e indissociável que tende a explicar-se pelas suas múltiplas permeabilidades fácticas e funcionais.

Destaca-se assim a importância da compreensão destas ‘casas’ para um entendimento efectivo da caracterização dos territórios onde se inserem, realidade que se revela no presente, seja no entendimento historiográfico, seja num mais amplo contexto cultural, realidade que se torna hoje fundamental para preservar e potenciar o efectivo capital de memória e identidade que lhes é matricialmente implícito.

Na verdade, num tempo em que se valorizam cada vez mais as diferenças e as identidades, a compreensão do significado matricial das casas senhoriais ao longo do tempo, abre-nos um maior conhecimento, um conhecimento mais profundo sobre a evolução de todo um modo de vida, facto que poderá contribuir para o apontar de caminhos mais operativos para uma efectiva valorização do património.

There are no reviews yet.

Be the first to review “A Casa Senhorial como Matriz da Territorialidade”