Nove Décadas de Memórias: Inconformismo, Determinação e Amor

Preço normal €19,61

Imposto incluído.

Autora: Leonor Senna
Edição/reimpressão: 2020
Formato: 160x230x24,8mm
Páginas: 320
Tipo capa: Capa mole 
Editor: ORO (Caleidoscópio)
ISBN: 9789896586249


Sinopse

Leonor Senna narra acontecimentos e episódios vividos ao longo de nove décadas, que nos agarram ao texto, quer num clima divertido, quer dramático, quer intensamente romântico, sem no entanto abdicar das normais referências biográficas.
Vamos conhecendo uma personagem de convicções precocemente vanguardistas, defensora dos direitos humanos, da liberdade política e religiosa não fundamentalista, da igualdade mental dos sexos, e que aproveita a diversidade e os opostos do seu meio familiar, superando circunstâncias adversas com uma coragem e força pouco comuns.
Vamos encontrando referências aos usos, costumes e políticas das várias épocas atravessadas, que ora nos fazem sorrir, ora indignar.
Porém, a coerência que procura manter nem sempre é possível na simultaneidade de um espírito aberto, sensível e aventuroso, e somos surpreendidos por ousadas aventuras de perigo e de paixão.
Este livro, que aborda pedagogias, economias, e interessantes percursos turísticos e gastronómicos, transmite uma mensagem de alegria, esperança, amor abrangente, e a convicção da importância de cada um na construção de um futuro sociopolítico mais equitativo e defensor da natureza.
Esta biografia, rica em situações ora simples, ora complexas, não deixará ninguém indiferente.


Finalmente vem a lume a biografia de uma das mais extraordinárias mulheres da sociedade portuguesa, Leonor Senna. Desde as primeiras adversidades na infância, num Portugal retrógrado e totalitário, a jovem Leonor começou cedo a trilhar o seu caminho de igualdade, de liberdade, de amor intenso e de superação pessoal. Foi das primeiras mulheres a formar-se em Arquitectura e conta-nos, nestas linhas, como conseguiu manter as rédeas das suas ideias progressistas, artísticas, mas sobretudo sociais e culturais, num mundo dominado pela vontade masculina. Bafejada com uma forte sensibilidade artística e social, foi a fundadora do célebre artesanato urbano «A Ordem da Flor», e foi das mais importantes e inovadoras pedagogas de que o ensino português usufruiu na época difícil da adaptação do país a uma nova democracia.  Esta biografia não só é um hino ao amor e ao trabalho, como também nos transporta para a sociedade lisboeta pré e pós 25 de Abril, e como ainda, com imbatível lucidez, nos transmite sérias críticas sociais. Foi uma mãe invulgarmente empenhada e uma amante surpreendente, e é com o mais profundo interesse que seguimos esta narrativa, navegando por episódios de alegria e sofrimento, aventura e paixão.»

                                                                                                      Joana Mello