A Arquitectura, a Casa e os Equívocos Teóricos: O caso português

Preço normal €16,96

Imposto incluído.

Autor: José Jacob Cabido
Edição/reimpressão: 2015
Formato: 170x230x25mm
Páginas: 152
Tipo capa: Capa mole 
Editor: Caleidoscópio
ISBN: 9789896582531


Sinopse

Este livro começa com uma citação de Adolf Loos, e bem podia ter terminado com uma outra: "o arquitecto é um pedreiro que aprendeu latim". O dilema dos actuais arquitectos é que já nem são pedreiros e de há muito que desaprenderam o latim. Historicamente as Belas-Artes sempre tiveram na Arquitectura a sua expressão culminante, se por mais não fosse, pelo facto de ser a única a constituir-se como repositório de todas as outras. Durante infindas gerações a formação dos mestres fez-se, ou nos canteiros de obras ou, mais próximo de nós, no estudo da tratadística.

Nesses tempos a questão do exercício profissional era relativamente simples: tinha-se, ou não, competência para a empreitada e essa decisão cabia, de forma indiscutível, ao patrono da obra. Hoje, pelo contrário, vive-se uma época em que a arquitectura/construção é a actividade mais permeável a todos os interesses e sujeita a um indiscritível escrutínio dos mais inopinados decisores. No meio do tumulto gerado por esta realidade, o arquitecto procura resguardo na crença da formulação de uma mítica "Teoria da Arquitectura" que, supõe ele, possa ser apreendida e partilhada - já que impô-la, é impossível - pela miríade dos tais decisores. Mais que um derradeiro esforço criativo, será talvez o canto-do-cisne «deste» arquitecto nascido com o Renascimento.