Antecedentes de um Museu. Lisboa em Festa. A Exposição Retrospetiva de Arte Ornamental Portuguesa e Espanhola, 1882

Preço normal €19,61

Imposto incluído.

Autor: Emília Ferreira
Edição/reimpressão: 2017
Formato: 170x240x18mm
Páginas: 208
Tipo capa: Capa mole 
Editor: Caleidoscópio
ISBN: 9789896584894


Sinopse


Durante várias décadas do século XIX, as elites portuguesas reclamaram a criação, em Lisboa, de um Museu Nacional de Belas Artes. Em 1882, o Palácio Alvor abria as portas à Exposição Retrospectiva de Arte Ornamental Portugueza e Hespanhola. Primeira exposição em Portugal (e uma das primeiras do mundo) a contar com iluminação elétrica, catálogo com ilustrações e até um volume de fototipias, envolveu a cidade e o país num momento de entusiasmo cultural. Os trabalhos da comissão organizadora proporcionaram à imprensa nacional uma apaixonada discussão sobre arte e cultura, e contribuíram para o conhecimento internacional da arte nacional. Dois anos depois, o Palácio Alvor abriria as suas portas ao Museu Nacional de Bellas Artes e Archeologia, atual Museu Nacional de Arte Antiga. É a história desse que, até prova em contrário, permanece o mais notável acontecimento cultural do século XIX no nosso país, que aqui se conta.