Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra
Caleidoscópio

Manual para Arquitetos: Gestão de Projeto e Obra

Preço normal €11,45 Preço de saldo €12,72 Preço unitário por
Imposto incluído. Envio calculado na finalização da compra.

Autor: Paulo Pereira de Almeida
Edição/reimpressão: 01/2022
Formato: 170x240x6mm
Páginas: 86
Tipo capa: Capa Brochada
Editor: Caleidoscópio
ISBN: 9789896586331

DOI: 10.30618/9789896586331

Sinopse

Este manual tem como objetivo apoiar alunos e Arquitetos na consolidação de conhecimento e de
capacidade técnica e cultural no contexto da elaboração e organização de um Projeto. As matérias versadas passam em revista todas as vertentes do projeto, desde a génese da ideia à utilização do objeto construído, passando pelas diversas fases do processo (projeto de execução, coordenação de projeto, organização de empreitadas, etc.).
Os conteúdos aqui abordados derivam de reflexões sedimentadas ao longo de muitos anos de prática profissional e pretendem apresentar, num único documento e de forma ordenada e sucinta, matérias indispensáveis à boa prática profissional que são geralmente abordadas de forma pontual ou incompleta na universidade. Conteúdos que devem ser encarados como um guião da nossa atividade, um fio condutor de apoio; um documento que dê a segurança necessária para transmitir ao cliente o que o espera num processo de projeto e obra; e um conjunto de informações que lhe facilite prever o trabalho e quantificar o tempo necessário à concretização de um projeto.
A linguagem acessível utilizada também permite que este livro seja consultado por pessoas que não são da área e que querem saber o que envolve a profissão de Arquiteto, seja por mera curiosidade ou porque pretendem contratar um. É também uma forma de darmos a conhecer a nossa atividade, de desmitificar a ideia do “rabisco” ou do “arquiteto vedeta” apenas preocupado com detalhes de forma e de estilo, e de divulgar a verdadeira dimensão transversal e integradora da profissão.